sábado, 27 de outubro de 2012

O dia que durou 21 anos

36ºMostra Internacional de Cinema São Paulo

Nesta mostra de filmes internacionais também tem espaço para trabalhos brasileiros e nesta seleção foi muito bem representado pelo documentário “O dia que durou 21 anos”. A história que o diretor conta é sobre o regime militar que o Brasil sofreu de 1964 a 1985 e os fatos que precederam o ato. Mas o ponto mais importante do filme e que o diretor fez questão de focar foi na importância dos Estados Unidos nos rumos que a nossa política tomou.

A influência norte-americana sempre foi um fato que todos nós sabíamos, seja abertamente com políticos e militares dando suporte a qualquer país que resolvesse abraçar o american way of life e fosse contra os comunistas como secretamente através de operações sigilosas e nocivas da CIA. Sempre soube deste fato, mas neste filme é contada muita coisa que eu desconhecia, da grande interferência que os Estados Unidos fez aqui. Antes eu achava que eles apenas trabalhavam nos bastidores influenciando os políticos e dando um apoio genérico, mas de acordo com muitos documentos ficou provado que eles mandaram muitos agentes e militares para ajudar na implantação do regime.

A melhor coisa do filme é a pesquisa feita sobre muito material verdadeiro que estava escondido e protegido nos Estados Unidos. De acordo com suas leis, documentos secretos são liberados ao público depois de 50 anos. Então o diretor teve acesso a várias gravações de conversas telefônicas entre Kennedy e Johnson com os agentes no Brasil aconselhando-os a intervirem na nossa política e tirarem o presidente João Goulard do poder. São mostrados vários documentos oficiais do governo provando atos de ingerência de uma nação sobre a outra. São mostradas informações sobre a operação Brother Sam onde os Estados Unidos quase invadiram o Brasil com sua força naval, não acontecendo porque o Jango fugiu e abandonou o país. Já pensou se isto realmente acontecesse! Tem muita imagem do Jango e de encontros dele com presidentes americanos e na ONU.

Pena que aqui no Brasil tudo o que aconteceu na ditadura é proibido e protegido, para que quem participou não possa ser julgado em vida. Nosso país é uma vergonha mesmo. Os militares tomaram o poder para arrumar a casa, mas já que estavam lá, resolveram ficar por mais de 20 anos, a maior ditadura militar da América do Sul. Quem tem o poder, quer mais poder.

As entrevistas são maravilhosas, com políticos que participaram da época como o Plínio de Arruda e também historiadores norte-americanos que respaldam a pesquisa. Inclusive identifiquei um os historiadores como um participante dos programas do history channel. Fora que a parte gráfica e técnica do filme são impecáveis. Merece ser passado em todas as escolas do país.

Na avaliação final do programa, não tinha como dar nota 5 (Ótimo) e indico para todos que vejam este excelente filme. A gente sai da sessão com sensação que tem mais conteúdo do que quando entrou.

Ao procurar algumas imagens para ilustrar o post, fiquei surpreso em achar o filme completo no youtube. Olha só! Vejam e aproveitem enquanto está online, abaixo:

2 comentários:

  1. Por falar em ditadura, se vc gosta do tema recomendo o livro do Zuenir Ventura: 1968: o ano que não terminou.
    Big Beijos

    ResponderExcluir
  2. Baixar o Documentário - O Dia que Durou 21 Anos - http://mcaf.ee/7dm6e

    ResponderExcluir